| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

FRADEMA NEWS
Desde: 16/04/2004      Publicadas: 251      Atualização: 27/10/2005

Capa |  Consultoria  |  Curiosidades  |  Cursos e Seminários  |  Dia a dia  |  Humor  |  Internacional  |  Legislação  |  Notas  |  Serviços  |  Tributário


 Serviços

  23/07/2004
  0 comentário(s)


Serviços tem maior disposição de investir

O setor de serviços/finanças é o que está com maior disposição de aumentar seus investimentos, seguido pelo agronegócio, de acordo com a Pesquisa DCI realizada no segundo trimestre com 399 empresários e executivos de todos os setores da economia.

A porcentagem dos que mostraram disposição para aumentar suas aplicações em serviços/finanças foi de 88,5%, acima da média geral (74,2%).
Além disso, foi o mais alto índice de investimento desde o início da pesquisa, no primeiro trimestre de 2003, levando em conta todos os setores.
Nos agronegócios, a porcentagem dos empresários e executivos dispostos a investir foi de 71,4%. Na indústria, a taxa foi de 66,1% e no comércio, de 65,5%.
Diretor quer investir mais
Levando em conta o cargo dos entrevistados, a maior disposição para investir está entre os diretores, com a porcentagem de 27,21%.
Em seguida vêm sócios/proprietários, com 16,96% do total. Entre os gerentes, a participação de respostas positivas foi de 12,72%.
O otimismo é bem mais moderado entre presidentes e vice-presidentes das empresas pesquisadas: o peso da intenção de investir mais nesse grupo foi de 7,77% do total. O pessimismo só é maior entre os técnicos, que ficaram com 1,06%. Esse foi o único grupo em que o peso (1,41%) das respostas negativas — intenção de investir menos — foi superior ao de positivas.
Por faixa de idade, a maior intenção de investir é no grupo que tem entre 40 e 49 anos, com 33,07%. No primeiro trimestre, essa porcentagem tinha sido de 31,96%.
Depois vem a faixa de 30 a 39 anos, com 30,68% das respostas. Nesse caso, o crescimento foi expressivo: no primeiro trimestre, a fatia desse grupo foi de 20,09%.
Os pesquisados que têm de 50 a 59 anos mostram menos disposição para investir, com 11,55% do total. Apesar desse ânimo reduzido, também houve elevação em relação ao primeiro trimestre, quando a porcentagem foi de 10,96%.
Por idade, os menos entusiasmados com investimentos são as “pontas” ouvidas pela pesquisa: na faixa de 60 a 69 anos, o peso das respostas positivas no total foi de 2,39% e no grupo de 20 a 29 anos a participação foi de 0,80%.
Mulheres fazem a diferença
A maior diferença mostrada pela pesquisa em relação aos investimentos foi na separação por sexo dos entrevistados.
Entre os homens, o peso dos que mostram disposição para investir mais foi de 61,9%. Já para as mulheres, a porcentagem de respostas positivas em relação ao total foi de 12,09%.
Essa fatia ficou abaixo da registrada entre as mulheres no último trimestre do ano passado (13,22%) e nos primeiros três meses deste ano (12,72%). Mas ficou acima da pesquisa realizada de abril a junho do ano passado (10,78%).
  Autor:   Theo Carnier/com repórteres do DCI


  Mais notícias da seção Brasil no caderno Serviços
21/09/2005 - Brasil - RECEITA FEDERAL EM GREVE NOVAMENTE
Infelizmente ao ler os jornais nesta segunda-feira (19.09), constatamos que os funcionários da Receita Federal de São Paulo, não tendo suas reivindicações atendidas fazem nova paralisação, com início nesta data e término previsto para o dia 1º. de outubro. Ao que se vê, serão mais 10 dias de transtorno para o setor produtivo, que já está absurdamen...
08/03/2005 - Brasil - Recuperação de empresas - Novas regras pautam-se pelo princípio da eqüidade
A nova "Lei de Recuperação da Empresa" prevê, taxativamente, que a decisão da assembléia geral, convocada, instalada e realizada de acordo com as prescrições legais, se torna obrigação a todos os credores sujeitos à ação de recuperação judicial. Inclusive aos que não compareceram ao conclave, aos que, embora presentes, se abstiveram de votar e aos ...
17/01/2005 - Brasil - "Nova lei amplia a capacidade de negociar"
Um dos méritos da Lei de Falências, aprovada no fim do ano passado e à espera de sanção presidencial, é abrir espaço para a recuperação rápida de empresas. A opinião é do economista Aloisio Araújo, professor da Fundação Getúlio Vargas e do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), que ajudou a elaborar a nova lei. O texto substitui u...
12/01/2005 - Brasil - Empresas têm mais um ano para se adequarem ao novo Código Civil
MP prorroga para 11 de janeiro do ano que vem prazo para sociedades, associações, fundações e empresários individuais adptarem contratos sociais e registros ...
04/01/2005 - Brasil - Serviços concentram o foco nos tributos
As questões tributárias estarão entre as maiores preocupações jurídicas das empresas do setor de serviços em 2005. Segundo Luigi Nese, vice-presidente da Federação dos Serviços do Estado de São Paulo (Fesesp), temas como a redução das alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e o enquadramento de empresas de serviços no Sistema Integrado de ...
01/10/2004 - Brasil - Os temporários estão chegando. E com eles, a fiscalização
O Sindicato dos Empregados no Comércio de São Paulo estima que 40 mil temporários devem ser contratados pelos lojistas paulistanos neste final de ano – 28 mil pelos shopping centers. Deste total, cerca de 20% serão absorvidos "informalmente", sem registro e a intermediação de uma empresa de terceirização de mão-de-obra. O presidente da entidade, Ri...
27/07/2004 - Brasil - Novo aumento da carga tributária no Brasil
Em mais um capítulo da história econômica deste País, os empresários e os próprios cidadãos serão sacrificados pelos erros e pela má gestão dos nossos governantes. O governo atual resolveu alterar o discurso de redução da carga tributária, que até o momento vinha convencendo, e anunciou o aumento da alíquota de 20%, que as empresas recolhem sobre a...
19/07/2004 - Brasil - Faturamento de empresa triplica com recuperação de créditos fiscais
Muitas empresas já descobriram que o levantamento de créditos extemporâneos estão, muitas vezes, esquecidos em seu arquivo morto e podem ser utilizados no pagamento de tributos. ...
30/06/2004 - Brasil - Calendário de impostos precisa mudar
Uma comitiva de empresários ligados ao setor de serviços desembarcou em 29/06 em Brasília para discutir uma reivindicação antiga: a ampliação dos prazos para o pagamento de tributos federais. ...



Capa |  Consultoria  |  Curiosidades  |  Cursos e Seminários  |  Dia a dia  |  Humor  |  Internacional  |  Legislação  |  Notas  |  Serviços  |  Tributário
Busca em

  
251 Notícias