| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

FRADEMA NEWS
Desde: 16/04/2004      Publicadas: 251      Atualização: 27/10/2005

Capa |  Consultoria  |  Curiosidades  |  Cursos e Seminários  |  Dia a dia  |  Humor  |  Internacional  |  Legislação  |  Notas  |  Serviços  |  Tributário


 Internacional

  17/06/2005
  0 comentário(s)


Ex-proprietário da Daewoo confessa fraudes contábeis

O ex-proprietário da gigante sul-coreana Daewoo, Kim Woo-Choong, preso na terça-feira em Seul, confessou fraudes contábeis destinadas a obter empréstimos de maneira ilegal, mas negou as acusações de malversação de fundos.

Ex-proprietário da Daewoo confessa fraudes contábeis Com o objetivo de manter o ex-presidente detido e prosseguir o interrogatório iniciado na terça-feira, a justiça da Coréia do Sul deve solicitar uma ordem de prisão. Kim, 68 anos, chegou ao aeroporto internacional Insheon de Seul na madrugada de terça-feira, proveniente de Hanói. O fundador do império sul-coreano encerrou assim uma fuga que durou seis anos e declarou estar disposto a assumir toda a responsabilidade e ajudar a justiça em sua investigação sobre uma fraude contábil destinada a esconder dívidas astronômicas de US$ 80 bilhões. "Me inclino e apresento minhas desculpas por ter causado problemas às pessoas pelo caso do grupo Daewoo", afirmou Kim em sua chegada. O ex-proprietário é acusado de ter inflado os ativos do grupo de US$ 41 bilhões para obter um empréstimo de US$ 9,9 bilhões para salvar o que restava do império Daewoo. O grupo estava presente em vários setores, da engenharia civil ao automobilístico, passando pela construção naval. A empresa tinha 150 mil funcionários no mundo em quase 600 sociedades. Kim, que pode ser condenado a uma pena que vai dos cinco anos de prisão até a prisão perpétua, também está acusado de ter malversado US$ 20 bilhões no exterior. Sete ex-executivos da Daewoo foram condenados em 2001 a penas de até sete anos de prisão na Coréia do Sul, acusados de desfalques.



  Mais notícias da seção Tributos no caderno Internacional
17/09/2004 - Tributos - Brasil e Japão discutem ampliação das relações econômicas bilaterais
O primeiro-ministro do Japão, Junichiro Koizumi, em visita oficial ao Brasil, disse ontem que o tema prioritário das conversas que manteve com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi a redinamização da relação econômica entre os dois países, inclusive com a cooperação no setor de exploração de recursos de energia e de infra-estrutura....



Capa |  Consultoria  |  Curiosidades  |  Cursos e Seminários  |  Dia a dia  |  Humor  |  Internacional  |  Legislação  |  Notas  |  Serviços  |  Tributário
Busca em

  
251 Notícias